Por onde anda…? Parte III

3 ago

Oi gente, voltei!

Estou adorando reviver antigos sucessos, porque trazem várias memórias de momentos que vivi. E continuo dizendo: se você lembra ou gostaria de saber o paradeiro de mais algum, deixe o nome aqui nos comentários, posso fazer um post sobre esse artista.

O de hoje é sobre uma cantora muito, mas muito famosa no início dos anos 90, nascida na Irlanda com o nome de Sinéad Marie Bernadette O’ Connor. Para nós ela se tornou famosa como Sinéad O’ Connor somente. Essa aqui:

Reprodução. Lembram dela?

Ela é a terceira de cinco irmãos e teve uma vida bastante conturbada e problemática. Sofreu abusos enquanto era criança, tentou o suicídio e assumiu ser homossexual. Por causa disso, foi excomungada ao tentar ser líder de uma seita. Quanta coisa, não?

Sinéad já se destacava pelo seu visual, com os cabelos raspados, algo bem diferente das cantoras da época. Ao mesmo tempo que tinha uma voz doce, era forte e decidida.

Sua carreira teve início em 1987, com o álbum “The Lion and the Cobra”, dedicado à sua mãe, falecida um pouco antes. O sucesso chegou e a levou para diversas apresentações em seu continente e também nos Estados Unidos.

Porém a cantora virou estrela em seu trabalho seguinte, “I Do not Want what I Haven’t Got”, de 1990, com o hit “Nothing Compares 2 U”. O single, composto pelo cantor Prince, logo fez de Sinéad uma das cantoras mais premiadas e reconhecidas.

No mesmo ano, ela participou de um show que deu origem ao DVD “Roger Waters – The Wall”, interpretando a canção “Mother”.

Em 92 lança seu terceiro álbum, “Am I not your Girl?”, com hits como “Don’t Cry for me, Argentina” e “Glommy Sunday”, mas se tornou mais famosa ao participar do programa humorístico Saturday Night Live e no meio de uma canção rasgou uma foto do Papa João Paulo II em plena rede nacional.

A partir daí foi criada uma enorme confusão e a imagem da artista ficou rasgada e manchada, sendo vaiada em um show tributo a Bob Dylan. Ainda assim ela lançou seu próximo CD, “Universal Mother”, com o single “Fire on Babylon” como grande destaque.

Sinéad também demonstrou seu lado político em “Gospel Oak”, com seis faixas dedicadas ao povo de Israel, Ruanda e Irlanda. Passou anos em silêncio, completamente fora da mídia, até lançar “Faith and Courage”, 11 anos atrás.

Nessa época, converteu-se a Igreja Tridente Latino, em seu país de origem e dedica seu tempo aos estudos da seita. Lançou ainda “Sean-Nós Nua”, com canções do folclore irlandês e o duplo “She who Dwells in the Secret Place of the most High Shall Abide under the Shadow of the Almighty”, com músicas ao vivo e também regravações.

Chegou a anunciar sua aposentadoria dos palcos e show business para cuidar de si e de sua família, foi diagnosticada com transtorno bipolar e quase morreu aos 33 anos, vítima de overdose.

Ela tem um filho com o produtor e músico Donal Lunny. Esse ano foi vista no Manchester International Festival, na Inglaterra, com uma aparência bem diferente da conhecida:

Créditos: Getty Images

Hoje a cantora possui 44 anos e deve lançar seu novo trabalho, “Home”. Confesso que gostava de “Nothing Compares 2 U” e cheguei a ver o SNL com ela. Mas depois realmente não soube mais. Se ela mantiver a mesma voz será ótimo, não?

Deixo AQUI o hit de Sinéad O’ Connor e me digam, quem mais se lembra dela?

2 Respostas to “Por onde anda…? Parte III”

  1. duda ribeiro 15/08/2011 às 3:48 #

    Bom meu amigo, tenho tudo sobre ela, ela é um ícone quando se diz em cantar, nunca canta o que nao quer, so porque vai vender, estou esperando realmente este novo cd, ja que ela propos, usar o estivo de noting compares 2u…. sinead pra mim tem a voz mais linda que ja ouvi… ela lançou rescentemente uma musica chamada Take Off Your Shoes indignada com a pedofilia no vaticano… foi manchete em varias tvs… e agora ta em amostra em seu site a musica Very Far From Home, pensa em uma musica linda. Pensa em uma musica linda é esta…abraços

    • littleangelk 15/08/2011 às 10:49 #

      Oi Duda!

      Fico muito feliz em ter notícias da Sinead, é uma cantora tão boa que ficou marcada naquela época e depois não teve seu talento divulgado como merecido.

      Vou procurar as músicas que você recomendou!

      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: