Momentinho de Reflexão – R.I.P – Whitney Houston

13 fev

Oi, gente! Tudo bem?

Se vocês acompanharam os noticiários no final de semana, souberam que a cantora Whitney Houston foi encontrada morta na banheira do quarto do hotel em que estava hospedada no último sábado, em Los Angeles.

Imagem: Reprodução

Não se sabe exatamente a causa da morte, mas especula-se que seja por afogamento. Claro que é fácil relacionar com drogas, algo bastante comum na vida da cantora, mas ainda assim é triste saber que uma pessoa talentosa se foi tão jovem, aos 48 anos. Embora não seja a maior fã dela, acho que é a artista do gênero que mais gosto. Primeiro pelo seu talento único e imenso, seguido por achar incrível que a mulher cantasse mesmo e sem esforço, nada de agudos que duram 2 minutos ou graves cheios de exageros.

Agora, o que fiquei pensando esse final de semana é como perdemos pessoas absurdamente talentosas e que influenciaram milhões de outras para algo ridículo como drogas (independente do tipo). Não está mais que claro que o negócio é mais sério que imaginamos? Estamos “carecas” de saber que as drogas são prejudiciais e geram consequências muito sérias… E insistem em entrar nisso. Por quê?

Me vem a mente a ideia que estamos cada vez menos preparadas para esse assédio que é tão desejado. Como deve ser desagradável ver sua vida revirada diariamente, todo mundo tendo uma opinião sobre o que você deve ou não fazer, falsos amigos, pessoas interesseiras…

Fiquei muito triste em ver que a Whitney foi vencida sei lá pelo que, quando ensaiava uma volta por cima. Aliás, será que ela estava preparada para esse retorno? Às vezes penso que não e montaram toda uma história, mas sem se preocupar se a mulher estava mentalmente pronta. Eu via muito a cantora como uma das muitas mulheres que passam por inúmeras dificuldades e conseguem se reerguer. É difícil, claro, mas ao menos parecia que ela estava disposta a isso. Então é chato saber que mais uma vez ela caiu, dessa vez de forma definitiva.

Vejo meus ídolos (que são poucos), como pessoas normais, que acertam e erram diversas vezes, mas ganham minha admiração quando fazem algo de produtivo com isso. Não é a fama pela fama, entendem? Agora vemos pessoas que se tornam famosas por nada. Queria deixar aqui a reflexão dessa cobrança, idolatria imensa que temos, por quem temos e o motivo. Será que não está na hora de cobrarmos e esperarmos menos, afinal, somos todos seres humanos normais? Qual é o nosso papel nisso? E mais, será que não precisamos estar mais atentos a essa fama enorme que tantos procuram?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: