Resenha: Dave Grohl – Nada a Perder

9 jul

Oi, gente! Tudo bem?

Vocês se lembram AQUI quando disse da biografia “Dave Grohl – Nada a Perder“, sobre o líder do Foo Fighters? Pois bem, logo após o lançamento eu comprei o livro como meu presente de aniversário (sim, eu faço essas coisas) lá em março ainda. E desde então, de forma bem preguiçosa, venho lendo. Até ontem, quando acabei e decidi fazer esse post com a minha opinião.

Imagem: Divulgação

Embora seja um livro fácil de ler, com fonte grande, imagens e menos de 250 páginas, não se pode dizer que há pouca informação. Alí temos desde seu nascimento, a convivência em família, primeiras bandas (e foram várias), o vício precoce em drogas, a descoberta da bateria, vida durante e pós Nirvana e claro, o Foo Fighters, até o lançamento de Wasting Light, trabalho mais recente da banda.

Em meio a tudo isso temos muitas falas de Grohl e de seus companheiros de banda, especialmente o bateirista Taylor Hawkins. Mas, por ser uma biografia oficial, não espere confusões e polêmicas, incluindo a questão Courtney Love. Ela até está lá, porém não é o foco do livro, capice?

Assim como a questão das saídas de antigos músicos do FF. Para quem viu o documentário Wasting Light, acredito que essa fase da banda foi mais explicada. No livro tive a impressão que foi passada meio que rapidamente. Também não espere encontrar muitos segredos e fatos da vida pessoal do vocalista, até pelo próprio comportamento de Grohl, essa questão fica totalmente separada de seu trabalho.

Mas, Carla, então a biografia é ruim? Claro que não! Para quem gosta de música inteligente, vale a pena porque mostra todo o esforço do músico e de sua banda em não se acomodarem com os prêmios e hits alcançados. O pessoal que entende da parte técnica de música ou que toca algum instrumento vai encontrar bastante dado das gravações, equipamentos utilizados, técnicas na guitarra…

Talvez eu, se fosse Michael Heatley, autor do livro, teria ido conversar com mais gente de fora ao invés de se prender tanto nos membros da banda. Ou explicado com mais detalhes a apresentação da banda no estádio inglês de Wembley, que foi tão marcante para o Foo Fighters. Acho que uma pessoa com tanta coisa a dizer, como Grohl, poderia ter sua vida descrita em mais páginas.

A impressão que tive é que até o fim do Nirvana o escritor conseguiu colocar emoção o suficiente para acompanharmos a história como se estivéssemos alí. Mas após o lançamento do primeiro álbum do FF, tudo foi contado muito rápido e sem tanta profundidade. Quem sabe um pouquinho da banda provavelmente vai se lembrar do quanto Dave Grohl sofreu com a morte de Kurt Cobain e a insegurança em lançar um novo trabalho. Nisso o documentário foi mais fundo.

No geral a biografia é boa, mas ainda acho que poderia ser aprimorada. Talvez futuramente, com mais histórias na bagagem, não teremos algum outro? Há também uma versão não autorizada, que talvez seja interessante também. Alguém já leu?

Anúncios

Uma resposta to “Resenha: Dave Grohl – Nada a Perder”

  1. juliano cesar de oliveria 30/04/2014 às 8:22 #

    Oi adorei sua resenha!.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: