Update – Leituras da semana

9 set

Oi, gente! Tudo bem?

Estava aqui reparando no calendário e notei que daqui até o Natal temos apenas feriados aos fins de semana (ok, aqui em São Paulo temos um em 20 de novembro, mas não o considero). Ou seja, daqui até o final do ano, temos mais especificamente 75 dias úteis, quase sem emenda. Oh, vida, oh céus…

Pensando nisso e vendo que daqui até lá teremos dias puxados, resolvi trazer três sugestões de livros mais leves, assim a gente não se estressa logo, né? Olhem só:

01 - 1001 Videogames para Jogar Antes de Morrer

– 1001 Videogames para Jogar Antes de Morrer, Tony Mott: vamos começar com uma dica saudosista, leve e alegre. O livro é um verdadeiro guia de melhores jogos, organizados de forma cronológica e de games para PC, Xbox, PlayStation e outros, mesclando clássicos com novidades. Cada uma das análises mostra a data original de lançamento, plataforma que pode ser jogado… Tudo feito por jornalistas, designers e críticos especializados. Só a capa já me ganhou, afinal PacMan é um clássico!

02 - Prodigy

– Prodigy, Marie Lu: juro que quando bati o olho pensei que fosse a biografia do grupo de música eletrônica. Até me veio essa música em mente e eu comecei a pensar “poxa, que legal, tanta história de roqueiros, políticos e personalidades… por que não do cenário eletrônico?” Fué fué fué… Meu saudosismo falou mais alto! Hahahah

Mas voltando ao livro, que dá continuidade à trilogia Legend. O cenário é de uma Terra destruída após um cataclismo, com a divisão dos Estados Unidos em duas partes, ainda em guerra: a República da América, no oeste do país e as Colônias, com o restante da costa leste. Nesse mundo caótico temos June, a menina prodígio e Day, o bandido mais procurado da República. Se antes estiveram em lados opostos, agora eles precisam lutar juntos contra o controle da República, mudando os rumos da história e, claro, lidando com as consequências. Os direitos de adaptação da obra já foram comprados pela mesma produtora da saga Crepúsculo, ou seja, em breve teremos a trilogia nos cinemas e o livro já foi publicado em mais de 24 países.

03 - Quando uma Garota Entra em um Bar

– Quando uma Garota Entra em um Bar, Helena S. Paige: prometo não julgar o livro pela capa (ou resumo), mas está difícil. Enfim, aqui a autora apresenta a questão de que você, garota/ mulher, é a responsável pela sua felicidade, inclusive a sexual. Um exemplo disso é quando ela cita o fato de você se arrumar toda para ir a um bar com suas amigas, mas de última hora elas furam e você fica sozinha no local. O que fazer? Encher a cara? Paquerar os diferentes tipos que estão a redor? Você decide! Eu, particularmente, não gosto muito desse discurso (aproveitaria a noite ou voltaria para casa, ué, qual o problema?), até porque me parece uma matéria de revistas como a Nova (que vocês sabem que eu não gosto) mas de repente essa injeção de ânimo e empurrãozinho nos ajuda a tomar iniciativas, quebrar barreiras e a surpreender.

Vale lembrar que os livros devem chegar nas livrarias muito em breve, então é bom ficar de olho nos sites ou nas lojas físicas, ok?

Observação: imagens de divulgação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: