Estreias da semana

20 set

Oi, gente! Tudo bem?

Chegamos a mais um final de semana (finalmente, né?), aqui com frio e chuva, o que não nos deixa empolgados para fazer muita coisa. Que tal um cinema então? Olhem só alguns dos longas chegam às salas hoje:

01 - Elysium

– Elysium: você não leu errado, temos Wagner Moura, Alice Braga, Matt Damon e Jodie Foster, todos juntos, no filme dirigido por Neill Blomkamp (de “Distrito 9”). A história se passa em 2159, quando temos o mundo dividido em duas classes: os muito ricos, que vivem em Elysium, uma estação espacial isolada e o restante dos humanos, ainda aqui na Terra, agora destruída. Rhodes (Foster) governa Elysium com pulso firme e segue à risca as leis anti-imigração e o combate à entrada ilegal dos humanos no local. Enquanto isso, Max (Damon), recebe uma missão essencial, que pode salvar sua vida e oferecer igualdade aos dois povos.

02 - A Família

– A Família: com um elenco que traz Robert De Niro, Michelle Pfeiffer e Tommy Lee Jones, além da direção de Luc Besson, o longa mostra, de forma dramática, a mudança da mafiosa família Manzoni para a região da Normandia, na França, como participantes do programa de proteção a testemunha, alterando todos os hábitos do clã.

03 - As Bem Armadas

– As Bem-Armadas: Sandra Bullock (de Miss Simpatia, entre outros filmes) e Melissa McCarthy (da série Mike & Molly) estrelam essa comédia, que recebeu boas críticas lá fora. Bullock é a agente especial do FBI Sarah Ashburn, enquanto McCarthy vive a policial Shannon Mullins. Totalmente diferentes em suas personalidades, elas precisam trabalhar juntas para prender um famoso traficante. A dupla improvável logo se torna amiga e claro, passa por situações inusitadas.

04 - FoxFire - Confissões de uma Gangue de Garotas

– Foxfire: Confissões de uma Gangue de Garotas: ok, nem tudo é Hollywood hoje. Este drama, dirigido por Laurent Cantet (de “Entre os Muros da Escola”) traz algumas meninas norte-americanas que, cansadas dos abusos sofridos na fábrica em que trabalhavam, criam uma gangue feminina, a Foxfire. Para se vingar das humilhações e situações caóticas que sofreram, elas deixam a feminilidade de lado e fazem uso da violência.

Observação: imagens de divulgação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: