Como aproveitar a Black Friday brasileira

28 nov

Oi, gente! Tudo bem?

Black Friday é um tema bastante controverso aqui no país, né? Enquanto lá nos Estados Unidos significa pessoas dormindo em filas e descontos realmente válidos, para uma boa queima de estoque antes dos presentes de natal, no Brasil alguns lojistas acham que promoção com “tudo pela metade do dobro” se torna algo imperdível.

Acho que essa semana temos a quarta edição da Black Friday nacional e para que não tenhamos os mesmos problemas das edições anteriores, deixo aqui algumas dicas:

Créditos da imagem: Sephora

Créditos da imagem: Sephora

A Sephora começou na madrugada de domingo para segunda com alguns produtos mais baratos. Na segunda tivemos itens de maquiagem em promoção, terça (quando fiz a imagem do post) eram perfumes, ontem ficou com itens da marca própria, hoje é a vez de tratamentos e amanhã, teremos 15% de desconto em todo o site.

Vi muita gente reclamando, dizendo que foram poucas marcas que participaram da Black Friday, mas ao menos já não encontrei muitos casos de o site sair do ar ou compras serem canceladas, como da última vez. Pedi um batom e um lápis cremoso porque achei o preço bom (mesmo) e estava de olho nos dois cosméticos há tempos (mostro aqui quando eles chegarem). Pensei nas sombras da Urban Decay, porém nem se eu nascer 5 vezes darei conta de todas as que já tenho, aí desisti. hahahaha

Entre as lojas que costumo comprar e que participam do evento, também vale ficar de olho na Sepha, Época Cosméticos, Menina Shoes, Fnac, Submarino, Americanas.com, Saraiva e Livraria Cultura, entre outras. Cada uma tem suas especialidades e às vezes há diferença de preço entre elas mesmas. Também pode ser uma boa oportunidade de fazer uso dos serviços do Cashola, já que parte do valor que você usou na compra volta para você (a porcentagem varia de acordo com o e-commerce).

Ainda assim, alguns cuidados devem ser tomados. A Folha de S. Paulo fez uma matéria muito boa com os cuidados que o consumidor precisa ter, evitando dores de cabeça futuras. Ainda na questão da prevenção, o IG fez uma lista com sete dicas para economizarmos e aproveitarmos melhor a Black Friday.

Por fim, a Fundação Procon atualizou sua lista de lojas virtuais que não são recomendadas. São mais de 300 endereços, desde 2010, que comercializam todo tipo de produto. Se você tiver algum problema com compras na internet, registre a queixa no Procon e ajude a manter esse arquivo atualizado.

Agora que temos várias informações, acredito que possamos fazer as compras de forma mais segura, não? Quem vai aproveitar a Black Friday esse ano? Alguém participou das edições anteriores? O que acharam?

Anúncios

Uma resposta to “Como aproveitar a Black Friday brasileira”

  1. lindaegraciosa 28/11/2013 às 20:09 #

    Gostei do post, super informativo, estou esperando chegar amanhã pra ver o que acontece, na Sephora me interessei por alguns produtos mas não achei os descontos tão vantajosos :-(..
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: