Arquivo | Comprinhas RSS feed for this section

Estou usando – Batom Longa Duração FPS 15 Natura Una

11 jun

Oi, gente! Tudo bem?

Recentemente, a Natura lançou alguns produtos para a sua linha de “luxo”, a Una. Sempre quis testar e usar os itens, mas os achava caro e acabava deixando para lá (tive uma base antes de a coleção ser reformulada e um lápis, que ganhei há alguns anos). Porém, tenho uma vizinha que é revendedora da marca e ela me mostrou um dos últimos catálogos.

Aí olhei, pensei, repensei… E resolvi testar o Batom Longa Duração FPS 15. Esse aqui:

01 - Batom

Gostei dele ter protetor solar, embora um fator bastante baixo para mim. Afinal, não é porque estamos no inverno que devemos deixar de usar algo contra os raios solares nocivos, né? A embalagem, como todos os itens da linha, traz a cor preta com detalhes bem discretos e elegantes em dourado:

02 - Batom

Preciso dizer que costumo ter um pouco de problema com o catálogo da Natura. As cores dos batons e blushes são bem diferentes do que vemos “ao vivo”, o que já me prejudicou algumas vezes. Agora, tentei ir em algo que irei usar várias vezes, em um tom meio “neutro” (aí se não fosse o que esperava, não o deixaria encostado).

Por isso, pedi o batom na cor Rosa 62, que, na bala, parece mais um cor de boca rosado:

03 - Batom

Mas ao fazer swatch, o rosa fica mais evidente:

04 - Batom

Até agora, o usei somente uma vez, no domingo, então fico devendo mais informações sobre duração e afins. O que percebi é que, ao contrário do que é anunciado no catálogo, ele não fica totalmente matte nos lábios. De fato, o efeito é sem brilho, mas a textura se mostrou bastante confortável e o batom, fácil de passar e deslizar.

Claro, é diferente de um com efeito hidratante ou de gloss, mas não esperem aqueles super secos, sabem? Acho que, comparando com o do Boticário que tenho, o da Natura é menos seco. O formato stick, mais fininho, com o corte na diagonal, também é bom. E ao passar, o vi como um rosa quase cor de boca.

Se você procura um batom totalmente mate, em tom rosa frio ou pink… Não é esse. Para mim, está ótimo, mas já fica o aviso, né? Ele custa R$ 29,80 e tem outras 5 cores, entre vermelho, rosa e cor de boca. Vale a pena dar uma olhadinha!

Estou lendo – Bridget Jones – Louca Pelo Garoto

10 jun

Oi, gente! Tudo bem?

Há tempos não posto aqui o livro que estou lendo, né? Confesso que nessa correria toda acabei deixando a leitura um pouco de lado, mas aos poucos retomo o hábito (ou vicio?). Ultimamente, ando pela casa em companhia de:

01 - Livro

Ainda não li os dois outros títulos que a autora, Helen Fielding, escreveu sobre a personagem (“O Diário de Bridget Jones” e “Bridget Jones – No Limite da Razão”), me atendo somente aos filmes. E os adoro, acho que todas as mulheres se sentem meio como a personagem, que tem a pressão da família por um casamento ideal, amigos malucos, um emprego em que não é valorizada e dilemas sentimentais. Quem nunca deu um show como na cena de “All By Myself” ou, no caso dos jornalistas, foi colocado em pautas absurdas?

Me parece que farão a adaptação deste título para o cinema e, antes de esperar a definição, resolvi comprar e ver como Bridget é mostrada no papel. Li muita gente revoltada pela forma em que Fielding mostra a protagonista, agora em outra fase da vida, porém eu estou gostando. É a mesma Bridget: atrapalhada, desbocada, insegura, reclamona, dramática… E adorável.

SPOILER – SE VOCÊ NÃO QUER SABER DA SINOPSE, PARE DE LER AGORA – Agora ela tem um novo diário, anos após o casamento com Mark Darcy, com dois filhos pequenos e viúva de seu grande amor. Jones vive uma nova crise, tentando voltar ao mercado de trabalho, cuidar da casa e dos pequenos, se redescobrindo como mulher (lutando para perder os quilos adquiridos na gravidez, se manter longe do cigarro e sem se jogar no vinho de uma vez por todas) e tentando lidar com a tecnologia.

Seus amigos continuam por perto e, assim como sua família, acham que Bridget precisa começar a sair mais, conhecer gente… E acontece quando ela encontra um rapaz de jaqueta de couro em um bar. Estou bem nessa fase, então não posso adiantar como a nossa “heroína” irá lidar com a questão.

O que acho legal é a forma que Fielding constrói a leitura. Além de parecer um diário mesmo, com os horários das atividades, o texto é escrito de forma bem despretensiosa, com gírias, dúvidas, palavrões no meio… Assim como fazíamos nos nossos. Bridget se contradiz, muda de assunto, se distrai, promete algo e dali a cinco minutos muda de ideia… O que a traz mais para perto de nós e a deixa humana e passível de erros e acertos.

Não sei como a história irá se desenvolver e pode ser que não goste de como ela será conduzida, mas até agora achei bem interessante. E fiquei curiosa em saber como são os outros dois livros da série (claro que vou acabar comprando). De qualquer forma, acredito que seja uma dica válida para aqueles momentos em que você quer ler algo mais leve e se identificar com a protagonista, sem querer ser politicamente correta.

Você pode encontrar “Bridget Jones – Louca Pelo Garoto” em qualquer livraria física e virtual, como AQUI, AQUI, AQUI, AQUI e AQUI. E boa leitura!

Compras na Sephora: Urban Decay, Burt’s Bees e um monte de brindes

4 jun

Oi, gente! Tudo bem?

Como é difícil segurar a mão de vez em quando, né? Digo isso porque  a gente recebe um e-mail interessante aqui, sabe de algo ali… E quando vemos, já deixamos o dinheiro em alguma loja. Hahahaha A campeã nesse quesito, para mim, é a Sephora, eles sempre me convencem a gastar e comprar algo na loja virtual (na física eu me seguro!).

Dessa vez participei de um quiz deles, ganhei um código promocional a ser usado em uma compra… E o resto está abaixo:

01 - Sephora

Vamos por partes, o que comprei mesmo foram os dois produtos da parte de baixo, à esquerda. O resto é tudo culpa da Sephora. Hahahaha. O grande culpado dessa sacola cheia foi o Revolution Lipstick, da Urban Decay, que está acima na caixinha roxa e aqui abaixo:

02 - Sephora

Estava aguada por esse batom desde que o vi no Temptalia. Mas nunca chegava aqui. Estava me preparando para pagar muito por ele (e paguei, R$ 118,00), mas sabe quando você se apaixona por algo e não o tira da cabeça? Era assim. Esse é o Naked, um cor de boca (para variar) que aqui está mais escuro e rosado.

03 - Sephora

04 - Sephora

Talvez a cor mais fiel dele em mim é essa do swatch. Não resisti e o usei no final de semana. Ele ficou mais caramelo em mim, mas ainda assim, lindo! E gente, é uma delícia de passar, desliza nos lábios mesmo, hidrata e fica muito confortável. Não parei para medir quanto tempo duraria em mim, então vou usar mais vezes para saber esse lado.

Estive em uma loja física da Sephora no sábado e já gostei de outro, que ficou rosado mesmo. Não me lembro se era o Lovelight ou o Obsessed, mas de qualquer forma, não será agora que comprarei. Se você tem o $$$, gosta de batons com bastante hidratação e está com tempo, vá a uma loja testar, acho que ao menos uma das cores (são 13) vai te interessar.

05 - Sephora

Saindo da maquiagem, resolvi testar a famosa cera de cutículas da Burt’s Bees. A Lemon Butter Cuticle Cream promete hidratar as pelinhas, assim como a da Granado (que eu amo) faz, porém de uma forma mais intensa. Tenho usado a da Granado diariamente, mas por causa desse frio siberiano daqui e os cuidados com a casa, ela não tem dado conta.

Vamos ver se essa funciona, tem que dar certo, afinal, por R$ 33,00 o negócio tem que ser bom! Hahahaha Veremos. Agora vamos à sessão sacolada de brindes:

06 - Sephora

Como atingi um valor específico na compra, a Sephora me enviou duas miniaturas. Uma delas, à esquerda é a do hidratante facial Intensive Instant Moisturizer, da linha própria deles. Acho que é a segunda vez que o recebo, porém ainda não consegui usá-lo, quero acabar com o que uso antes. Na embalagem tem 5ml, mas o pote normal vem com 50ml e pode ser comprado AQUI.

Ao lado dele tem o pó solto transparente Invisible Loose Setting Powder, da Laura Mercier. Eu tenho um da Make Up Forever e ainda estou aprendendo a usá-lo. Na verdade, até prefiro os que não são soltos, para evitar fazer tanta bagunça, mas de repente é algo que eu preciso saber fazer, né? Ainda não abri o meu, mas creio que ele tenha aqueles furinhos, para não sair muito produto, sabem? A embalagem original custa R$ 165,00 (ouch!).

07 - Sephora

E também ganhei várias amostras de perfumes. À esquerda está o “culpado” pela compra. Respondi ao quiz e descobri que meu tipo de “Miss Dior”, o famoso perfume da Dior, é o Blooming Bouquet, que é novidade na Sephora. A versão que recebi é a EDT, ou seja, com menor fixação. Testei no sábado e achei gostoso, embora não seja meu predileto (sou mais frutal que floral, sabem?).

Depois dele, temos dois que eu já havia recebido: o La Petite Robe Noire, da Guerlain, também na versão EDT. Já o tinha, então o conheço. Para mim é doce, mas está no limite. Em seguida, temos o La Vie Est Belle, da Lancôme. Outro que recebi anteriormente e deixo para usar à noite, por achar mais fortinho.

E por fim, o Omnia Crystalline Feminino, em versão EDP, da Bvulgari. Usei domingo e amei! Bem atalcado, mas fresco, leve e delicado. Compraria facilmente, pena que o preço seja tão elevado… 😦

Toda a minha compra na Sephora foi feita por meio do Cashola, que me devolve parte do valor que usei no pedido. Estou acumulando um crédito lá e quando estiver em um valor ok, resgato. Mas o site funciona, viu?

Comprei! – Esmaltes Avon Nail Pro + Esmalte 5 em 1

20 maio

Oi, gente! Tudo bem aí?

Há pouco tempo, a Avon lançou uma linha nova de esmaltes: a Nail Pro + Esmalte 5 em 1 (ufa!). O grande diferencial desse produto, segundo o fabricante, é que ele oferece alta cobertura, extrabrilho, cor intensa, protege e fortalece as unhas, além de ter um pincel que facilite a aplicação. O que mais gostei é que ele é 4 free, ou seja, totalmente hipoalergênico e sem formaldeído, resina tosilamida, DBP e tolueno.

Com isso, o valor dele também é mais alto: R$ 16,99. Hoje, o folheto mostra que está R$ 9,99. Não é barato, mas já ajuda, né? A Avon trouxe 8 cores para a cartela fixa do esmalte, além de 2 cintilantes em edição limitada (dá para ter uma boa noção das cores AQUI e AQUI). Até gostei dessas duas, mas qual seria a probabilidade de eu gastar um vidro inteiro de esmalte verde, custando quase 17 Dilmas? Pois é, melhor investir no que sei que vou usar.

Por isso, entre todas as cores e mesmo encontrando poucas resenhas, arrisquei e pedi dois vidrinhos:

01 - Esmalte

A começar pela apresentação. Todos os esmaltes da linha Avon Nail Pro + vem nessa caixinha preta bem chique. Me lembrou os da Risqué Metals. Ah, cada vidrinho vem com 12ml, o que é bom se pensarmos no preço deles, né?

02 - Esmalte

03 - Esmalte

Eu comprei o Nude Chic, um nude (dããããh!) que para mim provavelmente ficará mais bege amarelado. Esperava que ele tivesse um toque de rosa, mas tudo bem. No final, acaba sendo bom ter esse tipo de esmalte porque em situações mais “sérias”, ele se adapta muito bem.

Além dele, pedi o Viva Pink, um rosa Barbie bem acesinho, viu? Não é neon, mas nem acho que passará despercebido. Ambos são cremosos, não trazem aquela bolinha para ajudar a evitar que decantem (infelizmente) e possuem pincel longo e bem fininho:

04 - Esmalte

Ainda estou na dúvida se ele realmente facilita a aplicação, vai depender da consistência e pigmentação do esmalte também, né? Em geral, gostei dos que pedi. Nenhuma das cores é novidade, porém se ele for realmente tão bom quanto dizem, encararei como um investimento bem válido.

Na época em que pedi, paguei R$ 12,99 em cada vidrinho. Ainda acho caro, mas dá para pensarmos que está no mesmo patamar de Revlon, Boticário e quem disse, berenice? Vale a pena acompanhar os catálogos, porque pode cair o preço (na campanha atual já está R$ 9,99, vejam). E claro, conversar com a revendedora mais próxima, né?

Vocês já usaram esses esmaltes? O que acharam? Mais marketing ou é bom mesmo?

Esmaltes novos – O.P.I e Essie

14 maio

Oi, gente! Tudo bem?

Recentemente, fui “vítima” de mais uma compra impulsiva. Não me lembro onde vi, mas internet tem aquela coisa doida de um clique te levar a outro e por aí vai. Nessas eu cliquei aqui e ali e parei na Meu Espelho, uma loja virtual de produtos para maquiagem e cabelo.

Nem ia comprar nada porque né, precisar, não precisava, mas a gente é totalmente influenciável mesmo e acaba clicando no “ok” do carrinho. Hahahaha Pois bem, meu pedido foi pequeno/ simples, porém ótimo:

01 - Esmalte

Agora dá para entender o motivo da compra, né? Estou perdoada?

02 - Esmalte

Ói que lindos, gente!

Do lado esquerdo temos o DS Extravagance, aa O.P.I. Tudo começou quando li dois posts das meninas do Loucas Por Esmalte (esse AQUI e o outro AQUI). Achei lindo, mas não queria pagar frete caro, porém também não queria pagar o preço cobrado aqui. Aí fui deixando de lado, mas olhando sempre de cantinho de olho.

Nessa pesquisada na Meu Espelho o encontrei e não resisti. Comprei. Quando o usar direito conto aqui, claro. Por enquanto lá vai a foto do famoso pincel da marca que é tão adorado no mundo “esmaltístico”:

03 - Esmalte

Só para não me esquecer, paguei R$ 37,50 (assim como qualquer outro da marca, então achei que valia mais a pena comprar esse todo diferente) e pode ser pedido AQUI. A ideia era comprar o Got The Blues for Red, que mostrei nesse post, mas o Extravagance falou mais alto. Hahahaha

Junto dele pedi meu primeiro Essie! Sempre tive curiosidade em testar e confesso que foi dificílimo escolher um só, especialmente entre os vermelhos, rosados e corais. Acabei escolhendo o She’s Pampered, um vermelho vivo com fundo avermelhado bem bonito. Esse é o pincel da marca, reparem que é bem mais fininho que o da O.P.I:

04 - Esmalte

Também não fiz nem swatch dele e sei que devo ter vários da mesma família de cor, mas não resisto! Assim como o da O.P.I, ele também é hipoalergênico, então todo mundo pode usar. Ele foi um pouco “menos caro” que o Extravagance, custando R$ 35,00, mas isso não significa que seja barato, claro.

Não posso reclamar da loja, eles me atualizaram de cada fase da transação, iam me informando e a caixinha chegou rápido, acho que em uns 3 dias, bem embalada e sem problemas. O grande problema é que agora já estou de olho em outros, especialmente o Mind Your Mittens e o Warm & Toasty Turtleneck. Ô vício!

Observação: esse post NÃO é um publieditorial, eu mesma comprei os produtos e indico a loja pela minha experiência.

Estou usando – Secador de cabelos Taiff Red Ion

7 maio

Oi, gente! Tudo bem?

Era uma vez uma mocinha que adora coisas antigas e usava o mesmo secador de cabelos que a mãe e a irmã há pelo menos 25 anos. Até que o aparelho pifou em pleno outono e ela se viu desesperada.

Pois bem, a personagem do parágrafo acima sou eu e isso, de fato, aconteceu. Certo dia fui secar o cabelo da minha mãe e o eletrônico simplesmente não ligou. Tentei, mexi e nada. Vi que não compensaria comprar outro, já que talvez nem haja peça no mercado e eu fui obrigada realmente a comprar outro.

Como ia ter que desembolsar um dinheirinho, decidi que ia querer um com mais opções de velocidade e temperatura, além da questão de íons, que o meu não tinha e seria bastante útil, além de agilizar o processo de secagem. Rodei em algumas lojas físicas e virtuais e acabei comprando na Coop, um mercado daqui da região do ABC que costumava ser uma cooperativa.

A ideia era comprar um da Phillips, mas ao vivo optei pelo Taiff Red Ion, que além de ter mais ou menos as mesmas funções, era mais em conta. Esse aqui:

01 - Secador

Segundo a Taiff, ele tem:

“O secador Taiff Red Íon é leve e compacto com uma pintura especial metalizada. Apresenta uma potência de 1900W, emissão de 67 milhões de íons negativos por cm³ que neutralizam a eletricidade estática dos fios do cabelo proporcionando fios disciplinados com muito mais brilho, maciez e sem frizz. Proporciona 5 temperaturas e 2 velocidade e jato de ar frio. Grade removível – facilita a limpeza e manutenção.”

A primeira sensação que tive foi de susto, o achei meio grande. Mas como meu antigo era bem diferente, vi que era uma questão minha mesmo:

02 - Secador

Ele tem 1900w te potência, cabo de 1,8 metros (achei curto, mas dá para lidar), jato frio, grade traseira para ajudar na limpeza e bico removível para ajudar em casos de escova, por exemplo. Sem essa peça, ele fica assim:

03 - Secador

Bonito, né? A cor vermelha perolizada dá um toque diferente. Ele tem 2 velocidades e até 5 temperaturas, além do botão para a emissão de íons, bons para reduzir o frizz dos cabelos.

04 - Secador

E aqui mais algumas especificações:

05 - Secador

Gostei bastante dele, é leve (menos que o meu anterior, mas nada absurdo), potente, fácil de segurar e manusear e acho que ajudou a secar meu cabelo bem rápido. E eu tenho o Capitão Caverna na cabeça, gente, vamos levar isso em consideração.

Só tenho três queixas quanto ao produto: uma que o cabo é curto (mas nada que uma extensão não resolva), a tomada já é no modelo novo (então precisei de um adaptador) e o botão dos íons precisa ser segurado o tempo todo, quando for utilizar. Tirando isso, amei o secador e nem posso reclamar!

Paguei R$ 189,90 e o preço varia conforme a loja:

Extra (agora indisponível);

Wallmart;

Magazine Luiza;

Fast Shop;

Submarino;

Americanas.com

Agora a mocinha do primeiro parágrafo viverá feliz para sempre!

Comprei – Melissa Doris III

6 maio

Oi, gente! Tudo bem aí?

Eu disse a vocês que estava acabando com a minha listinha de modelos da coleção Nation, da Melissa, adquiridos recentemente, lembram? Pois bem, hoje mostro o ÚLTIMO par que comprei e encerro a minha cota… Ao menos até outros entrarem no bazar ou eu conhecer os da linha Eat My Melissa, né?

Quando vi o desfile e as imagens de divulgação, cheguei a gostar de vários calçados, mas aí a gente vai conhecendo melhor, lendo opiniões alheias, experimentando, filtrando… E no final a lista fica bastante reduzida. Da Nation comprei 4 modelos só. É bastante, porém bem menos que a da We Are Flowers ou da Cine, que me joguei mesmo.

Pois bem, esse é um calçado que vou usar bastante mesmo, então encaro como investimento. Minha última compra na loja virtual da marca foi exatamente um dos que eu mais tinha gostado e achado fofo, a Doris III:

01 - Melissa

A caixa é igual aos outros modelos da coleção, a mudança só tem naqueles feitos em parcerias com estilistas ou personalidades. A Doris III que pedi foi a azul marinho, embora quase tenha optado pela preta. Só não a trouxe porque a outra que tenho (e que mostrei AQUI) já é fumê e tenho outras Melissas pretas.

Agora vamos ao momento “ooowwwwn”:

02 - Melissa

Quando fiz as fotos do post estava com muita luz, então o tom de azul ficou um pouco diferente. Mas podem acreditar que ela é azul marinho mesmo, como no site. Aliás, as imagens das outras versões (preta, rosa claro e vermelho) estão bem fiéis.

Dessa vez, a Doris vem com três laços de plástico (da mesma cor do calçado) e botões de pérola. Achei essa versão uma das mais bonitas e femininas do modelo, combinou bastante, né?

03 - Melissa

Cheguei a experimentar a rosa claro (quase off white já, mas que eme mim fica nude) e achado bem bonita e delicada, porém bastante transparente. Ainda gostei mais da azul e como ela não saía mais da minha listinha, pedi. Ah, comprei no meu número mesmo e deu certo, ela continua bastante confortável e molinha, ok?

A Doris III ainda não está em promoção, então paguei R$ 119,90 (fora frete). Comprei AQUI, porque assim acumulo pontos que podem ser trocados futuramente. Como é um modelo da coleção outono/ inverno, ainda é bastante fácil de ser encontrado, ao menos atualmente. E com isso encerro minhas Melissas da Coleção Nation… Ou ao menos até a Soldier ir para o bazar. Hahahahha

(Agora sim) Comprei! Melissa Jean + Jason Wu III

30 abr

Oi, gente! Tudo bem?

Quando a Melissa lançou a coleção Nation e soubemos quais modelos a marca lançaria para o outono/ inverno deste ano, disse que queria uma Jean + Jason Wu III, lembram? Sou apaixonada por essa sapatilha, seja pela beleza ou pelo conforto e enquanto a marca a produzir, eu farei meu “estoque” ou coleção.

O problema é que exatamente esse calçado nunca deu as caras na loja oficial, onde costumo comprar e acumular pontos. E como o Clube Melissa daqui não está localizado próximo à minha casa, pedir pela internet passou a ser mais viável para mim.

Só que né, daqui a pouco vem coleção nova e eu poderia perder a sapatilha que venho sonhado há meses. Então em um dia em que passei pela loja física de São Bernardo, entrei, experimentei e trouxe a minha!

01 - Melissa

A caixa é igual às outras que tenho da mesma parceria. E continuo achando uma das mais bonitas mesmo, bem clean e discreta. Aí quando se abre…

02 - Melissa

Apenas fazendo a dancinha da alegria com essa sapatilha. Mas como é linda, gente! Minha câmera não deixou a cor fiel, mas dá para ter mais noção nas imagens oficiais. Eu diria que é um azul Klein (ou Bic, Correios e afins) muito, mas muito bonita e diferente. O modelo em si continua igual, com as fitas que remetem aquelas utilizadas pelas bailarinas, para amarrar nas canelas, a questão é a cor mesmo.

03 - Melissa

Acho tão bonito esse desenho que ela faz na ponta, com o bico arredondado e as “tiras” mais fechadas ali… Fica realmente bem feminino e parecendo as sapatilhas de ballet. O conforto é o de sempre, absurdo. Claro que deixa de ser o modelo ideal em dias de chuva, porque como é vazada, vai entrar água, porém tirando esse detalhe, considero a Jean+ Jason Wu aqueles modelos que vai com tudo.

04 - Melissa

Sempre me perguntam se comprei no meu número ou não e a resposta é sim. Só tenho problemas com a Ultragirl, que sempre muda a forma ou a qualidade do plástico, então esse modelo prefiro experimentar antes. De resto, me jogo no meu tamanho mesmo e dá certo, especialmente a Jean + Jason Wu.

Enquanto a Melissa e o estilista fizerem esse modelo, eu compro. De olhos fechados e sem pensar duas vezes, mesmo sendo caro (dessa vez paguei R$ 119,90, acho. Perdi a notinha!) e para quem gostou, também tem nas cores preta, dourada, branca com glitter e coral.

E antes que me perguntem, eu ainda não acabei minha leva de Melissas dessa coleção, mas aí é tema para outro post! Hahahah

Comprei! Melissa Polibolha

23 abr

Oi, gente! Tudo bem?

Estava demorando para eu voltar a escrever sobre Melissa, né? Na verdade, eu tinha tentado segurar um pouco a mão, mas aí a marca sempre me surpreende e acaba fazendo com que meu plano seja frustrado. Hahahaha!

Dessa vez, estava de olho em uma sapatilha, visitei a loja virtual e em meio a vários produtos no bazar, encontrei um calçado que queria há tempos, não comprei e depois me arrependi amargamente. Mostrei para minha mãe e ela disse que me daria de aniversário atrasado, então pedi e agora, depois de tanto tempo, tenho o meu Polibolha!

01 - Melissa

Como o modelo se tornou um clássico, ele tem essa caixa diferente, com o nome “Melissa Memories”. Dentro dela, temos o tênis:

02 - Melissa

O Polibolha foi lançado há várias coleções passadas, mas esse meu é da Melissa Time Code, feito para o inverno de 2011. Ou seja, raridade. Dava para ver os modelos feitos na época AQUI e AQUI. Me lembro de na época ter me encantado com várias cores dele, mas a cabeçuda aqui foi deixando e quando viu, não tinha mais.

Aí que o tênis é todo preto, flocado (inclusive na frente) e com um detalhe que adorei: palmilha com bolha e estampa de animal print!

03 - Melissa

Mas a Carla gostando de estampa de bicho? Pois é, olha o que a Melissa me faz! hahahaha Na verdade esse é meu limite. Ah, antes que vocês perguntem, as bolhinhas não atrapalham nos pés, parecem fazer massagem. É muito gostoso! Aliás, o Polibolha é bastante confortável, dá a impressão de pé pequeno e delicado.

Por fora, ele imita o viciante plástico bolha que todos adoramos estourar e tem o detalhe da marca no calcanhar, de forma bem discreta:

04 - Melissa

Até na sola temos as bolinhas, mas aqui sem o acabamento flocado:

05 - Melissa

Pedi no meu número mesmo (35) e deu certo, não sobrou dos lados, nem pegou nos dedos. Desconfio que possa pegar levemente no calcanhar, mas nada que um curativo na região não resolva. Ainda vou usar para saber como é, calhou de chover e eu não sair de casa, então fiquei com dó de molhar à toa.

Paguei R$ 79,90 (fora frete) e na época tinha todo preto (como o meu), preto com a frente branca, inteiro cinza e rosa com a ponteira cinza, que é a que ainda está disponível no site. Todas elas são lindas e dá vontade de comprar todos, não? Hahahaha

Comprei! Batom M.A.C – Brave

22 abr

Oi, gente! Tudo bem?

Dias atrás a Sephora estava com uma promoção que dava cerca de 15% de descontos em algumas marcas ou compras. Nem ia comprar nada lá, mas como sou uma pessoa altamente influenciável, segui os conselhos deste post da Marina e não resisti, acabei pedindo mais um cosmético:

01 - MAC

Eu sei, não precisava de mais um batom, mas gostei tanto da cor… Acabei pedindo o Brave, um cor de boca rosado bastante interessante. Gosto muito desse tipo de batom porque os acho versáteis, você pode usar em várias situações, desde uma entrevista de emprego até mesmo um visual com olhos mais carregados.

Ele nem é de série especial ou algo do tipo, então a embalagem segue os padrões da marca:

02 - MAC

O Brave tem cobertura Satin, que significa, de acordo com a Sephora, bastante cor, com acabamento suave, acetinado e semi-opaco. Nesse caso, eles adicionam cor e hidratam os lábios, porém sem precisar de brilho ou algo assim. Não é como um hidratante, sabem?

03 - MAC

Bonita a cor, né? No post da Marina ele está mais claro e rosado, mas acho que é uma questão de luz mesmo. Em mim, no primeiro swatch, ele me pareceu mais escuro:

04 - MACEngraçado que nos lábios ele mudou um pouco, ficando até mais próximo de um cor de boca para nude. Todo esse tom mais rosado e forte dele sumiu, talvez pelo fato de meus lábios serem rosados. Não que isso signifique que o batom seja ruim, ao contrário, gostei bastante!

Até agora só o usei uma vez e tive a impressão de que ele foi um pouco mais seco na aplicação, mas ainda não quero “fechar” essa ideia ou opinião antes de testá-lo mais vezes, ver tempo de duração e afins. Não é uma cor super inédita, porém diria que pode ser daqueles batons de carregar na bolsa e criar inúmeros visuais, sabem?

Ele custa R$ 66,00 AQUI e também na loja virtual da M.A.C. Como tinha o desconto da Sephora, acabei pagando R$ 56,00, o que não quer dizer que foi barato, né? Estou pensando seriamente em fazer um post comparando os batons cores de boca que tenho, focado na tonalidade mesmo. O que acham?