Tag Archives: Internet

Update – Leituras da semana

26 maio

Oi, gente! Tudo bem com vocês?

Hoje separei links bem girly, para quem gosta de moda, beleza e cosméticos. Mas também há um para os amantes da fotografia. Vejam só:

– Coisas De Diva: começando por roupas. Nessa época do ano, temos muitos eventos, casamentos e festas que pedem trajes mais formais. Aí você vai lá, aluga ou compra aquele vestido incrível e no dia de usá-lo, faz um frio imenso. E você escolhe: bate os dentes de tanto tremer ou usa um casaco e acaba com a beleza do visual. Eu sempre tenho esse problema, por isso achei ótimo o post da Thais sobre casacos de festa. Clica AQUI para saber mais;

– 2 Beauty: gosto muito das resenhas da Marina por serem bem honestas e sem preconceitos. E também adoro os produtos da linha Intense, do Boticário. Então ver uma análise sobre o novo Trio de Blushes Brilho do Sol, que a marca trouxe, me deixou ainda mais empolgada para comprar (mas não posso! Não posso! Não posso!). Ói que lindo, gente! Está tudo nesse post;

– Petiscos: ainda no assunto cosméticos, queria compartilhar com vocês esse tutorial postado no site da ruiva. A gente vê tantos por aí cheio de detalhes, cores, produtos… E os mais simples sempre me encantam mais. Com vocês acontece o mesmo? Estou muito a fim de fazer esse olho com o que tenho em casa (sombra marrom tenho bastante, usaria o lápis azul da Milani ou o roxo do Boticário…). Enfim, é lindo, né?

– Unha Bonita: no comecinho da semana, dei mais informações sobre a coleção Copa das Cores, da Colorama, lembram? A Dani, rápida e talentosa como só ela, já postou algumas prévias das coberturas com efeito tie-dye que o fabricante lançou, além das cores que compõem a linha. Ainda não sei se gostei das coberturas, mas acho que o Corre Para o Abraço realmente me ganhou. Clica AQUI se você é curiosa como eu e quer saber mais;

– Delas: achei no IG essa semana um tutorial bem simples de como fazer contorno e iluminar pontos do rosto. Sem indicar nenhuma marca, eles mostram como diminuir o tamanho da testa, maxilar, queixo… E em pele morena, o que é mais raro ver. Dá para adaptarmos com o que temos em casa, se não tive um bronzer, usar um pó mais escuro… Está tudo AQUI;

– E aí, beleza?: para terminar, uma dica fora do mundo da maquiagem. Não tenho câmera profissional, nem semi, porém adoro fotografia e aprender mais sobre o tema. Tive aulas na faculdade e desde então tenho vontade de treinar e fazer uso dos recursos. E a Kah fez um post excelente sobre uso de lentes para quem já tem uma câmera DSRL. Quer aprender ou conhecer as diferentes lentes (e porque elas são assim)? Então é só clicar.

Semana que vem tem mais!

Esmalte da vez – Nude Chic, Avon Nailwear pro+

25 maio

Oi, gente! Tudo bem aí?

Começo esse post dizendo que sou uma pessoa ansiosa e falar que fiz esmalte furar a fila já virou redundância, né? Pois bem, já mostro o eleito, deixa só contar que o Sexy, da Dote vai ser testado novamente.

Digo isso porque acho que vou querer ver o quanto ele dura com o efeito emborrachado e sem eu precisar encarar 50 mil pias cheias de louça e faxina. Fiz as unhas na sexta e no domingo o dedo indicador da mão direita já estava com um descascado que tomava o espaço de meia unha. Pior que vi isso só depois que saí de casa, aí a gente improvisa escondendo e usando os outros 9 dedos, né? Hahahaha

Na segunda aconteceu o mesmo com o dedão da mão direita. Aí me enfezei e tirei tudo mesmo, deixei uns dois dias sem, cortei todas as unhas bem curtas e passei a pensar no substituto. Fiquei com uma dúvida imensa entre 4 cores, mas no final resolvi usar um clarinho, já que há tempos não dou uma descansada para os olhos e fico mais discreta. Hahahaha

Por isso, o esmalte da vez foi esperto e furou a fila! E hoje mostro como ficou o Nude Chic, da coleção Avon Nailwear pro+ em minhas mãos:

01 - Esmalte

Escrevi essa semana sobre eles, lembram (nesse post AQUI). Confesso que quando o abri fiquei meio desapontada, achava que ele seria menos amarelado. Mas como a curiosidade sempre fala mais alto, vamos testar, né? E foi aí que mordi minha língua. Com força! Hahahaha

Engraçado que na unha todo o fundo amarelado que eu imaginava ver, sumiu. Me parece mais rosado agora, até me lembra um rosa antigo. Vejam:

02 - Esmalte

03 - Esmalte

Algumas observações sobre o esmalte: nas fotos acima não há top coat cobrindo o Nude Chic, então dá para ver que tem brilho. Não sei se fui eu ou se não dei sorte, mas logo ao acabar de fazer as fotos, algumas bolinhas apareceram nos dedos da mão direita. Aí sim recorri ao roxinho da Risqué, que acabou com todas.

O pincel fino do Avon Nailwear pro+ é legal, porém eu ainda prefiro os mais largos, tive que passar mais vezes sobre cada unha, sabem? E aí fiquei com a impressão de que embora ele tenha uma boa fórmula, uma camada não cobre tudo e duas leves são suficientes. Mais que isso começou a me parecer meio grosso. Mas isso pode ser coisa minha também, vamos lembrar que nem sou a mais talentosa na hora de interpretar a manicure. Hahahaha

É muito tranquilo de limpar, fiquei com a sensação de que seca rápido e me deixou bem curiosa para testar a outra cor que comprei (o Viva Pink), esse sim me parece bem pigmentado. Ainda não sei se vale os R$ 16,99 atualmente cobrados pela marca, isso vou ver durante a semana, mas até o momento, estou contente.

Ah, na campanha atual tem duas cores novas: um chumbo e um amêndoa. Alguém já viu casmão? O cinza chamou a minha atenção…

Gordice de finde – Pasteizinhos doces

16 maio

Oi, gente! Tudo bem?

Meio que correndo, quase não conseguindo, mas cá estou eu com mais uma Gordice de finde! E dessa vez é algo fácil, rápido, gordo e versátil: Pasteizinhos doces!

Se ainda assim não os convenci, vamos à “tortura” de hoje:

01 - Gordice

Para variar, segui a receita de um canal de TV. Minha mãe adora esses programas de culinária e eu acabo assistindo por osmose. Dessa vez, ela viu no Mulheres (e a receita está AQUI), pedindo para eu acompanhar e fazer. Mas na hora eu precisei sair… E não vi nada, então segui exatamente o que está escrito no site.

Por isso mesmo, dessa vez não “adaptei” muita coisa. Só tirei um ingrediente porque não o tinha, porém qualquer hora testarei a receita completinha. Pois bem, vamos aprender esse doce “ultra difícil”. Primeiro, a massa:

  • 3 xícaras (chá) de farinha de trigo;
  • 1 xícara (chá) de açúcar;
  • 1 pitada de sal;
  • 150 g de manteiga (usei a de tablete, dá 1 e 1/2);
  • 3 ovos
  • 2 colheres (sopa) de rum (não coloquei porque não tinha, então nem imagino a função dele no prato);
  • Açúcar de confeiteiro para polvilhar (como também estou sem, vamos no confeito!)

O recheio pode ser feito com algo doce que você tenha em casa, com consistência mais pastosa ou seca. Eu usei Nutella e goiabada cascão, mas dá para colocar brigadeiro, doce de leite, beijinho, doce de leite com coco, doce de abóbora, geleia, frutas em pedaços (já salivei com maçã)… Use a imaginação!

Vamos ao “complicadíssimo” preparo:

Em uma tigela, misture a farinha, o açúcar e o sal (eu peneirei, para evitar grumos e sujeira. Mas eu sou fresca). Aí acrescente a manteiga e faça uma farofa grossa. Aliás, se a manteiga estiver mais derretida, melhor ainda, você ganha tempo. Não adianta, tem que misturar com a mão mesmo, para fazer com que a manteiga amoleça, ok?

Feito isso, coloque os ovos e o rum e misture até a massa ficar homogênea (bote a mão nisso, povo!). Ela ficou meio pegajosa, então eu coloquei um pouquinho de farinha para soltar dos dedos. Aí você cobre a massa com um pano de prato ou plástico e deixe descansar por 30 minutos.

Como não vai fermento na massa, não espere que ela cresça, ok? Esse tempo vai fazer com que ela seque um pouco e fique menos pegajosa. Depois disso, eu dei uma leve sovada, porém nem precisa. Coloque bastante farinha em uma superfície e abra a massa com a ajuda de um rolo. Ela é relativamente elástica, mas quando falta farinha, gruda, então é bom se lembrar disso.

Eu cortei com pires de xícaras de chá, por isso tive 17 pastéis assados. Mas você pode variar o tamanho, o que vai implicar no rendimento, ok? Aí é simples: abriu, cortou, coloque uma colher do recheio (acredite, é mais que suficiente, senão ele não fecha) e feche em formato de meia lua. Como sou exagerada, uni as pontas com um garfo.

Levei ao forno baixo e entre 30 e 40 minutos, tive esse resultado:

02 - Gordice

A parte de cima fica branquinha mesmo, mas a de baixo, dourada. Ah, vale lembrar que a assadeira precisa estar ao menos enfarinhada (eu untei e enfarinhei, peco pelo excesso mesmo). Eu vi que estava pronto pelo teste do palito, como em um bolo. E se você quer colocar açúcar de confeiteiro, granulado, coco ou qualquer coisa do tipo para decorar, faça na hora de levar ao forno. Fui tentar depois e escorregou tudo, então deixei branquinho mesmo:

03 - Gordice

Se eu tivesse deixado um pouquinho mais no forno, o recheio ficaria mais derretido. Mas como tive medo de queimar, tirei com uns 35 minutos. Quente, ele estava assim:

04 - Gordice

(Sim, aqui a gente não usa cafeteira. O café é no filtro de papel, no bule de alumínio!) Amei essa receita, a massa fica levinha, seca, mas com um toque de manteiga no fundo. E olhem que eu não como manteiga! Acho eu que a goiabada deve ter derretido mais, ainda não testei.

Achava que a massa ficaria muito doce, mas acho que até dá para arriscar algo salgado, como frango ou palmito, viu? Vou testar qualquer hora. E antes que vocês briguem comigo, viva a gordice e vamos todos nos empanturrar de pastel doce! Yeeeey!

Esmaltes novos – O.P.I e Essie

14 maio

Oi, gente! Tudo bem?

Recentemente, fui “vítima” de mais uma compra impulsiva. Não me lembro onde vi, mas internet tem aquela coisa doida de um clique te levar a outro e por aí vai. Nessas eu cliquei aqui e ali e parei na Meu Espelho, uma loja virtual de produtos para maquiagem e cabelo.

Nem ia comprar nada porque né, precisar, não precisava, mas a gente é totalmente influenciável mesmo e acaba clicando no “ok” do carrinho. Hahahaha Pois bem, meu pedido foi pequeno/ simples, porém ótimo:

01 - Esmalte

Agora dá para entender o motivo da compra, né? Estou perdoada?

02 - Esmalte

Ói que lindos, gente!

Do lado esquerdo temos o DS Extravagance, aa O.P.I. Tudo começou quando li dois posts das meninas do Loucas Por Esmalte (esse AQUI e o outro AQUI). Achei lindo, mas não queria pagar frete caro, porém também não queria pagar o preço cobrado aqui. Aí fui deixando de lado, mas olhando sempre de cantinho de olho.

Nessa pesquisada na Meu Espelho o encontrei e não resisti. Comprei. Quando o usar direito conto aqui, claro. Por enquanto lá vai a foto do famoso pincel da marca que é tão adorado no mundo “esmaltístico”:

03 - Esmalte

Só para não me esquecer, paguei R$ 37,50 (assim como qualquer outro da marca, então achei que valia mais a pena comprar esse todo diferente) e pode ser pedido AQUI. A ideia era comprar o Got The Blues for Red, que mostrei nesse post, mas o Extravagance falou mais alto. Hahahaha

Junto dele pedi meu primeiro Essie! Sempre tive curiosidade em testar e confesso que foi dificílimo escolher um só, especialmente entre os vermelhos, rosados e corais. Acabei escolhendo o She’s Pampered, um vermelho vivo com fundo avermelhado bem bonito. Esse é o pincel da marca, reparem que é bem mais fininho que o da O.P.I:

04 - Esmalte

Também não fiz nem swatch dele e sei que devo ter vários da mesma família de cor, mas não resisto! Assim como o da O.P.I, ele também é hipoalergênico, então todo mundo pode usar. Ele foi um pouco “menos caro” que o Extravagance, custando R$ 35,00, mas isso não significa que seja barato, claro.

Não posso reclamar da loja, eles me atualizaram de cada fase da transação, iam me informando e a caixinha chegou rápido, acho que em uns 3 dias, bem embalada e sem problemas. O grande problema é que agora já estou de olho em outros, especialmente o Mind Your Mittens e o Warm & Toasty Turtleneck. Ô vício!

Observação: esse post NÃO é um publieditorial, eu mesma comprei os produtos e indico a loja pela minha experiência.

Comparativo de batons – tons cor de boca – M.A.C e o Boticário

13 maio

Oi, gente! Tudo bem?

Quando comprei o batom Brave, da M.A.C contei AQUI que estava pensando em fazer um post comparando alguns dos batons cor de boca que tenho. A gente acha que é tudo parecido ou até igual, mas eu mesma me surpreendi e vi que os que eu possuo são da mesma família, porém de tonalidades diferentes.

Antes de começar a mostrar, preciso explicar que cor de boca é diferente de nude. No primeiro caso, você realmente vai adicionar cor, mesmo que de leve, por isso eles tendem a seguir a família de rosa e marrom, ou seja, ele dará uma cara de saúde, porém de forma mais natural. No segundo, ele precisa ser exatamente da cor dos seus lábios, o suficiente para apagá-lo e deixar com aquela aparência de manequim, sabem?

Parece confuso, mas não é. Vamos ver na prática o que funciona para mim:

01 - Batom

Para não correr o risco de indicar produtos que estão fora de linha ou são difíceis de serem encontrados, fiz o post só com os batons da M.A.C que tenho, além de um do Boticário da mesma família de cor e que foi lançado há pouco tempo. Ninguém precisa ter esses mesmos, é mais para informar mesmo, ok?

02 - Batom

Aqui estão todos eles, fechados. Me surpreendi que tenho “somente” OITO batons da mesma família. Hahahaha É que realmente gosto do cor de boca e os acho bastante versáteis, dá para usar em reuniões de emprego, ambiente de trabalho, maquiagens leves, outras em que se carrega mais no olho…

03 - Batom

Aqui são todos abertos. Da esquerda para a direita, temos:

M.A.C Sheen Supreme Lipstick, cor Bare Again: esse é um dos meus prediletos! Muito confortável para usar, de fácil aplicação, bastante hidratante e com cor não muito forte. Ou seja, há a cor de um batom da marca e ao mesmo tempo o brilho de um gloss. Eu não vejo muito essa segunda parte, me interessa a textura leve e não pegajosa. Não dura tanto quanto um batom mate, mas não me importo. A cor é um pouco mais puxada para um marrom, algo meio caramelo e totalmente cremosa. Ainda acho que fica bem em mim. Custa R$ 79,00.

– M.A.C Lipstick, cor Fabby: talvez esse seja o único cor de boca perolado que eu tenha. O mostrei no comecinho do blog (AQUI) e talvez seja o que menos uso da marca. O considero um pouquinho mais seco que os outros que tenho, o que se explica pelo acabamento Frosty, que traz cor com acabamento cintilante médio a total.

– M.A.C Lipstick, cor Brave: o último da marca que comprei. Com acabamento Satin, que oferece bastante cor, acabamento semi-opaco, acetinado e suave. A marca diz que ele também condiciona os lábios. Não é o acabamento que mais gosto, porque prefiro algo mais hidratante, mas está longe de ser mate, que evito ao máximo. É bem mais rosado que o Bare Again e mais quente que o Fabby também.

– M.A.C Lipstick, cor Half ‘n Half: meu predileto. AMO ao cubo e tenho a maior dó de usá-lo e acabar logo. Hahahaha. Ele tem acabamento Amplified Crème, que traz brilho discreto, é bastante cremoso e com bastante cor. Entre todos os que  tenho, é o que mais uso e vejo com maior versatilidade. Usei em entrevista de trabalho, depois que consegui o emprego… Talvez ele seja o cor de boca ideal para mim.

M.A.C Lipstick, cor Hug Me: todo mundo adora esse batom! Aí de tanto falarem, comprei. Ainda não estou apaixonada por ele, mas está próximo. Bem confortável nos lábios, porém o acho mais marrom em mim que o rosa que dizem por aí. O legal dele é que ele tem acabamento Lustre, sendo semi-translúcido e aquela aparência de mais molhado. Então ele oferece menos cor e mais hidratação, mas ainda não pode ser comparado a um lip balm ou hidratante labial, por exemplo.

– M.A.C Lipstick, cor Creme Cup: o mais rosado e forte de todos os que tenho. Por ser Cremesheen e feito à base de creme, o brilho dele é menor e a concentração de cor, maior. Por isso o considero mais pigmentado. Já o acho um pouco fora da família de tons de boca, então o uso quando quero colocar um pouco mais de cor na maquiagem.

– M.A.C Lipstick, cor Faux: também lá dos primórdios do blog, é mais sequinho e considero rosa antigo. Também o uso bastante em entrevista de emprego, mas é daqueles que preciso estar bom os lábios hidratados, sabem? Ele é Satin, assim como o Brave.

– Make B. Barroco Tropical, cor Rosa Real: o primeiro “mate” que tenho, que na verdade tem uma textura mais hidratante, mas sem brilho e acabamento aveludado. Complicado explicar, né? Imagine um mate sem ser seco, é por aí. Me lembra um pouco a cor do Brave também.

Sei que é difícil explicar direito em texto, então fiz um swatch tosco para vocês verem que, embora da mesma família de cor, todos são diferentes:

04 - Batom

Lembrando que os batons da M.A.C podem ser comprados AQUI e AQUI. Na Sephora, sempre uso O Cashola, que me retorna parte das compras. Já o Boticário, além das lojas físicas espalhadas em todo o país, tem o e-commerce, que também ajuda muito! Ufa, agora acho que ficou mais fácil de entender, né?

update – Leituras da semana

12 maio

Oi, gente! Tudo bem?

Hoje temos dicas para todos os gostos, inclusive com temas sérios. “Bora lá” ver cada um deles?

– Loucas Por Esmalte: com a variedade enorme de produtos para as unhas que temos hoje no mercado (nacional ou não), às vezes a gente se perde ou tem dificuldade em entender e reconhecer diferentes acabamentos, certo? Fosco, cremoso, holográfico, flocado, craquelado… Esses são fáceis, mas e o glass flecked? Qual a diferença dele para um perolado ou cintilante? As meninas explicaram tudo, com boas fotos, nesse post AQUI;

– Loucas Por Esmalte: já que começamos com a questão esmalte e explicando tipos do cosmético, acho válido lermos a resenha da Bianca sobre a diferença entre acetona e removedor de esmalte. Parece fácil, talvez até óbvio, mas há empresa que nos engana nessa hora. Bom saber que meu querido removedor da Big Universo é realmente removedor, e o seu?

– Coisas De Diva: essa semana a Marina mostrou algumas sombras da quem disse, berenice? que fazem parte da “área” marrom da cartela de cores da marca. Legal também que nenhuma delas possui brilho, o que nos facilita muito. Adorei a Cinzele (me lembra a minha Color Tattoo, da Maybelline), a Marronzi e a Marrondito. Não são lançamentos, mas acho que qualquer hora ou quando meu bolso me permitir, vou lá ver casmão. As informações estão todas AQUI;

– E aí, beleza?: havia lido algo sobre isso no blog da Julia Petit, porém a Kah também mostrou nesse post a iniciativa da Grace Choi, que criou uma espécie de impressora de maquiagem. Com ela, você poderá criar sua própria cor e produto, do jeito que você quiser. Parece ser bastante interessante, mas não sei se viável. O que vocês acham?

– Julia Petit: falando no site da ruiva, essa semana eles divulgaram que vem filme novo do diretor Tim Burton (yeeeey!). O cineasta que já lançou “A Fantástica Fábrica de Chocolates”, “Alice no País das Maravilhas”, “Edward Mãos de Tesoura”, “A Noiva Cadáver”, entre muitos outros longas, lançará “Big Eyes” exatamente no dia 25 de dezembro. Ansiosa, eu? Não, imagina! Hahahahaha Clica AQUI para saber mais sobre a ficção;

– Pop Topic: a gente sabe que o mundo não é perfeito e há um lado bem obscuro nele, não? Gosto de abordar temas mais sérios aqui também porque cria-se o diálogo e mostra que não somos somente uma casca ou pessoas superficiais. Pois bem, a Vivi fez um post excelente sobre a campanha #copadasmeninas, que visa combater o turismo sexual de meninas e adolescentes no país, durante a época da Copa. Os dados são assustadores (você sabia que somos o primeiro lugar em exploração sexual infantojuvenil na América Latina e o segundo no mundo todo? Absurdo, não?) e acredito que valha muito a pena espalhar esse post dela por toda a internet. Crianças e adolescentes podem ser vítimas debaixo de nossos narizes e temos que fazer algo, gente! Leia, compartilhe, divulgue e o principal, se souber de algum caso (ou pior, vivê-lo), POR FAVOR, denuncie!

Semana que vem eu volto!

Comprei – Melissa Doris III

6 maio

Oi, gente! Tudo bem aí?

Eu disse a vocês que estava acabando com a minha listinha de modelos da coleção Nation, da Melissa, adquiridos recentemente, lembram? Pois bem, hoje mostro o ÚLTIMO par que comprei e encerro a minha cota… Ao menos até outros entrarem no bazar ou eu conhecer os da linha Eat My Melissa, né?

Quando vi o desfile e as imagens de divulgação, cheguei a gostar de vários calçados, mas aí a gente vai conhecendo melhor, lendo opiniões alheias, experimentando, filtrando… E no final a lista fica bastante reduzida. Da Nation comprei 4 modelos só. É bastante, porém bem menos que a da We Are Flowers ou da Cine, que me joguei mesmo.

Pois bem, esse é um calçado que vou usar bastante mesmo, então encaro como investimento. Minha última compra na loja virtual da marca foi exatamente um dos que eu mais tinha gostado e achado fofo, a Doris III:

01 - Melissa

A caixa é igual aos outros modelos da coleção, a mudança só tem naqueles feitos em parcerias com estilistas ou personalidades. A Doris III que pedi foi a azul marinho, embora quase tenha optado pela preta. Só não a trouxe porque a outra que tenho (e que mostrei AQUI) já é fumê e tenho outras Melissas pretas.

Agora vamos ao momento “ooowwwwn”:

02 - Melissa

Quando fiz as fotos do post estava com muita luz, então o tom de azul ficou um pouco diferente. Mas podem acreditar que ela é azul marinho mesmo, como no site. Aliás, as imagens das outras versões (preta, rosa claro e vermelho) estão bem fiéis.

Dessa vez, a Doris vem com três laços de plástico (da mesma cor do calçado) e botões de pérola. Achei essa versão uma das mais bonitas e femininas do modelo, combinou bastante, né?

03 - Melissa

Cheguei a experimentar a rosa claro (quase off white já, mas que eme mim fica nude) e achado bem bonita e delicada, porém bastante transparente. Ainda gostei mais da azul e como ela não saía mais da minha listinha, pedi. Ah, comprei no meu número mesmo e deu certo, ela continua bastante confortável e molinha, ok?

A Doris III ainda não está em promoção, então paguei R$ 119,90 (fora frete). Comprei AQUI, porque assim acumulo pontos que podem ser trocados futuramente. Como é um modelo da coleção outono/ inverno, ainda é bastante fácil de ser encontrado, ao menos atualmente. E com isso encerro minhas Melissas da Coleção Nation… Ou ao menos até a Soldier ir para o bazar. Hahahahha

Update – Leituras da semana

5 maio

Oi, gente! Tudo bem?

Hoje trouxe poucas sugestões de leitura, porém bastante variadas e interessantes. Espero que gostem!

01 - Misery, Stephen King

– Misery, Stephen King, Editora Objetiva: um dos maiores nomes da ficção e suspense está de volta, incansável como sempre. Dessa vez ele traz como personagem principal Paul Sheldon, um famoso escritor que produziu a série de best sellers protagonizados por Misery Chastain e que descobriu três coisas de forma praticamente simultânea, após escapar de uma nuvem escura. Uma das revelações era que Annie Wilkes possuía um grande estoque de analgésicos. A segunda, que ela os tinha por ser viciada nos medicamentos. E a terceira era que Wilkes era louca. Insana, no nível perigoso da loucura.

Quando Sheldon termina de escrever seu novo livro, ele sai para comemorar, mesmo enfrentando uma forte nevasca. Porém, ele derrapa e sofre um grave acidente com seu carro, sendo resgatado pela enfermeira aposentada de nome… Annie Wilkes. À princípio simpática e grande fã dos livros do autor, ela revela aos poucos um lado mais perigoso, principalmente depois de ler o desfecho do último livro com Chastain. Inconformada, ela isola Sheldon em um quarto, torturando-o e o ameaçando até que ele escreva um novo final, considerado correto por Wilkes. E é então que o autor precisa vencer suas dificuldades para preservar sua vida e suas histórias.

02 - Princesa Adormecida, Paula Pimenta

– Princesa Adormecida, Paula Pimenta, Editora Galera: ainda na ficção, temos o novo trabalho da escritora mineira, que começou a escrever em 2001, com a compilação de poemas chamada “Confissão”. Ela também é a autora das séries “Fazendo Meu Filme” e “Minha Vida Fora de Série” e do livro de crônicas “Apaixonada por Palavras”. Também participou da antologia “O Livro das Princesas”.

Então, nesta obra, ela se é a princesa, ou ao menos passa a ser conhecida como tal. No entanto, sua vida não é glamourosa e cheia de romances como lemos nos clássicos infantis. Ela vivia com tios superprotetores, tinha boas notas na escola, acompanhava seu grupo de amigas… Como qualquer garota. Até que ela descobre que nada em sua vida era como ela imaginava, que nem mesmo as pessoas eram reais. E agora?

03 - Todo Dia É Segunda-Feira, José Mariano Beltrame

– Todo Dia É Segunda-Feira, José Mariano Beltrame, Editora Sextante: e a nossa última sugestão é um livro bem diferente do que costumamos ver aqui. O autor é secretário da Segurança Pública do Rio de Janeiro desde 2006, quebrando os padrões de seus antecessores, que não duravam mais que três anos no cargo. Acontece que ele aceitou assumir o cargo em um momento de extrema violência no estado e hoje é o secretário mais conhecido no setor.

Ao longo das páginas, ele compartilha suas experiências e frustrações, além dos bastidores do cargo e o relato da reunião ocorrida antes da ocupação do Complexo do Alemão, em 2010. Beltrame também explica a fundação das Unidades de Polícia Pacificadora (as UPPs), que vieram para acabar o tráfico de drogas na região, combatendo as milícias e questões políticas que reinavam nos morros cariocas.

Semana que vem tem mais!

Observação: imagens de divulgação.

(Agora sim) Comprei! Melissa Jean + Jason Wu III

30 abr

Oi, gente! Tudo bem?

Quando a Melissa lançou a coleção Nation e soubemos quais modelos a marca lançaria para o outono/ inverno deste ano, disse que queria uma Jean + Jason Wu III, lembram? Sou apaixonada por essa sapatilha, seja pela beleza ou pelo conforto e enquanto a marca a produzir, eu farei meu “estoque” ou coleção.

O problema é que exatamente esse calçado nunca deu as caras na loja oficial, onde costumo comprar e acumular pontos. E como o Clube Melissa daqui não está localizado próximo à minha casa, pedir pela internet passou a ser mais viável para mim.

Só que né, daqui a pouco vem coleção nova e eu poderia perder a sapatilha que venho sonhado há meses. Então em um dia em que passei pela loja física de São Bernardo, entrei, experimentei e trouxe a minha!

01 - Melissa

A caixa é igual às outras que tenho da mesma parceria. E continuo achando uma das mais bonitas mesmo, bem clean e discreta. Aí quando se abre…

02 - Melissa

Apenas fazendo a dancinha da alegria com essa sapatilha. Mas como é linda, gente! Minha câmera não deixou a cor fiel, mas dá para ter mais noção nas imagens oficiais. Eu diria que é um azul Klein (ou Bic, Correios e afins) muito, mas muito bonita e diferente. O modelo em si continua igual, com as fitas que remetem aquelas utilizadas pelas bailarinas, para amarrar nas canelas, a questão é a cor mesmo.

03 - Melissa

Acho tão bonito esse desenho que ela faz na ponta, com o bico arredondado e as “tiras” mais fechadas ali… Fica realmente bem feminino e parecendo as sapatilhas de ballet. O conforto é o de sempre, absurdo. Claro que deixa de ser o modelo ideal em dias de chuva, porque como é vazada, vai entrar água, porém tirando esse detalhe, considero a Jean+ Jason Wu aqueles modelos que vai com tudo.

04 - Melissa

Sempre me perguntam se comprei no meu número ou não e a resposta é sim. Só tenho problemas com a Ultragirl, que sempre muda a forma ou a qualidade do plástico, então esse modelo prefiro experimentar antes. De resto, me jogo no meu tamanho mesmo e dá certo, especialmente a Jean + Jason Wu.

Enquanto a Melissa e o estilista fizerem esse modelo, eu compro. De olhos fechados e sem pensar duas vezes, mesmo sendo caro (dessa vez paguei R$ 119,90, acho. Perdi a notinha!) e para quem gostou, também tem nas cores preta, dourada, branca com glitter e coral.

E antes que me perguntem, eu ainda não acabei minha leva de Melissas dessa coleção, mas aí é tema para outro post! Hahahah

Update – Leituras da semana

28 abr

Oi, gente! Tudo bem?

Hoje trouxe poucos links, mas que achei bem interessantes. Espero que vocês também gostem!

– Loucas Por Esmalte: essa semana as meninas fizeram um post muito bom, comparando esmaltes novos com cores já existentes no mercado. Vale nacional, caro, barato, de loja de marca e de balaio… Tudo simples, porém com informações e imagens ótimas. Dá para economizar bem! Clica AQUI para saber quais são os eleitos delas;

– O Babado: ainda falando em esmaltes, a Fernanda testou o badalado “Frio na Barriga”, da coleção Gio Antonelli para a Speciallitá. É o mesmo que a atriz usa em suas cenas da novela “Em Família” e que virou o produto mais pedido (e mais em falta) nas manicures, perfumarias e lojas especializadas. Nem preciso falar que aqui em SBC não chegou ainda, né? Pois bem, melhor ler a resenha da Fernanda para saber como ficou;

– Coisas De Diva: vocês têm noção que o Dia das Mães está aí já? Nem terminei de pagar contas de Natal ainda e lá vou eu comprar presentes! Hahahahaha Não faço a menor ideia do que comprar para mommys e se você está tão perdido(a) quanto eu, vale dar uma olhada nas sugestões da Sabrina.

– Coisas De Diva: para terminar, a Thais fez essa semana um mini tutorial para quem quer aprender a fazer o contorno dos lábios. Pode até parecer uma dica simples, mas muita gente (eu!) não tem costume de usar tons mais fortes e quando testa, acha que vai errar. Não sei se daria certo com aqueles lápis grossos tipo Chubby Sticks, mas com os normais, que dão maior precisão, sim. Ou pincel. Enfim, o negócio é ver a dica da blogueira, correr para o espelho e testar!

Semana que vem eu volto com mais dicas!